Campanha Eu Sou Pai

"Eu sou pai" faz parte da campanha global MenCare, destinada a promover relações equitativas e não violentas entre homens, mulheres e crianças. Baseia-se no pressuposto de que a participação dos homens no trabalho doméstico, na saúde materna e no cuidado das crianças é um aspecto necessário, ainda quelargamente ignorado pela luta em prol da igualdade de género.

A campanha utiliza mensagens mediáticas que captam o valor emocional da transformação de género de homens de “simplesmente” provedores a homens comprometidos com atitudes equitativas de género, pais e cuidadores não violentos. Procura ainda contribuir para mudar a forma como o setor de saúde envolve os homens na saúde materno-infantil.

Dados do estudo IMAGES (International Men and Gender Equality Survey) demonstram que 78 a 92% dos homens relataram que tinham estado presentes em pelo menos uma consulta pré-natal antes do nascimento do seu filho mais novo. Esta constitui uma oportunidade enorme – porém ainda negligenciada – para aumentar a participação dos homens na saúde materna e infantil e prevenir a violência contra as mulheres e crianças.

Especificamente, a campanha pretende:

  • Envolver os homens desde o período pré-natal e no parto;
  • Aumentar a participação dos homens nas tarefas de cuidado;
  • Promover ativamente os benefícios da paternidade envolvida/ativa;
  • Envolver os homens na saúde da criança, incluindo a prevenção da transmissão do HIV das mães para os seus filhos;
  • Incentivar os homens a brincar com os seus filhos;
  • Envolver os homens como aliados da educação dos seus filhos;
  • Incentivar os homens a mostrar afeto pelos seus filhos;
  • Envolver os homens na prevenção da violência contra mulheres e crianças,;
  • Percecionar os pais como aliados e modelos de desempenho de papeis para a igualdade de género;
  • Incentivar pais a envolverem-se quando não vivem junto com o seu filho.

Dados da pesquisa IMAGES demonstram ainda que homens que adotam normas rígidas de género não apresentam relatos de participação no cuidado com os filhos. Contrariamente, homens que viram os seus pais a desempenhar este papel de cuidado são mais propensos a realizá-lo nas suas vidas. Do mesmo modo, muitas vezes as mulheres reforçam as normas de que homens e meninos não sabem ou não devem realizar esta função. O estudo qualitativa realizado como complemento de IMAGES (“Homens que Cuidam”, do Promundo e do International Center for Research on Women) constatou que, mesmo quando os homens realizam tarefas de cuidado, muitas vezes não se sentem apoiados pelas suas famílias, amigos ou colegas de trabalho, colocando desafios à própria construção identitária.

A campanha global foi lançada em Novembro de 2011 em Washington DC e na África do Sul. Entretanto, Índia, diferentes países da América Central, da Europa de Leste e o Brasil já se juntaram a MenCare. Até 2014, a Campanha glogal deverá alcançar 10 países.

 

O que é a Campanha MenCare?

É uma campanha global coordenada pelo Promundo e pela Sonke Gender Justice Network que visa promover paternidades não-violentas e comprometidas por forma a atingir a contribuir para um maior bem-estar familiar e para uma crescente igualdade de género e justiça social. 

Porquê uma Campanha MenCare em Portugal?

Continue a leitura

Cordenação Parcerias